Arquivo da tag: vinho

Estilo

Como combinar vinho: a cor de 2015

Já falamos de rosa e vermelho (aqui e aqui) e para continuar – com um pouco muito de atraso, desculpaê! – a série de post com dicas de combinação de cores, achei que valia a pena abordar o vinho, já que a Pantone decretou o Marsala como a cor do ano.

O Marsala nada mais é que uma tonalidade de vinho, puxado pro marrom. É uma cor, que eu costumo chamar de neutro colorido (junto com o azul marinho, verde militar…). Por ser uma cor escura e mais sóbria, acaba fazendo as vezes de peça coringa, que rende boas combinações.

Lógico que seria muito fácil usar com preto e branco, né? Mas vamos pular o nível um e ir logo para algo um pouco menos comum: beges (nude, caramelo, areia, rosê) e marrom, afinal o Marsala tem essa pegada “amarronzada”, como já falamos, que deixa tudo meio que na mesma família.

vinho-com-bege-nude

 Ainda na história da mesma família, se a gente parar para pensar que no círculo cromático, o vinho está ali pertinho do vermelho, do laranja, do roxo… são cores análogas, já que tem pigmentos semelhantes na composição e podem ficar muito bem juntas, porque não criam tanto contraste. Olha só:

vinho-com-vermelho-laranja

 Vinho também fica bem bonito com azul, já testaram? Gosto tanto do marinho (que para mim está na família dos “neutros coloridos”, junto com o vinho e neutro com neutro é elegância pura, lembram?), quanto do azul bem clarinho, tipo um tom pastel.

vinho-com-azul

Para finalizar, duas outras boas cores: rosa e mostarda. O rosa é um vermelho misturado branco e o vinho um vermelho escurecido, fica quase um monocromático. Já com o mostarda,  a composição fica tão legal porque assim como o vinho é um vermelho que escureceu, o mostarda é um amarelo mais fechado.

vinho-com-mostarda-rosa

Aí estão as minhas sugestões! Lógico que você pode fazer mil e uma outras composições, porque o que não falta são cores e tonalidades disponíveis. O intuito aqui é apenas mostrar algumas que a gente não pensa logo de cara, ou que acha que pode ficar estranho sem nem mesmo experimentar antes. Acho super válido o exercício de testar e ir conferir no espelho se te agrada. Combinar com preto e com branco é prático, é seguro, mas às vezes faz bem ir além do cômodo não é mesmo? Experimente! Já já atualizo o post com um galeria com mais inspirações lá na nossa fan page no Facebook. ;)