Arquivo da tag: sapato

Compras, Moda

06 marcas de sapatos artesanais

O grande barato da internet é a possibilidade de descobrir coisas, pessoas e marcas, que você nem imagina que existia! Nessa giro diário pelos perfis do Instagram, descobri marcas e ideias muito legais, e assim surgiu o post Seis Marcas Brasileiras de Bolsas Artesanais . Hoje a lista é com marcas que produzem outra paixão feminina: sapatos. A lista conta com seis nomes, todas trabalhando com sapatos artesanais.

  1. Lane Marinho 

Essa namoro é antigo, porque sigo Lane há tempos e fico namorando os sandálias – flats e de salto – incríveis que ela faz. Inclusive, aqui no blog tem um post todinho só para falar da marca.  Vai lá ler que você vai entender melhor desse trabalho incrível e tão lindo que ela faz!  | Siga: @lanemarinho 

seis_marcas_sapatos_artesanais_1-1 Foto: lanemarinho.com

  1. Tutu Ateliê de Sapatilhas 

O nome já diz qual a especialidade da casa, né? Artesanalidade somado a graça da bailarina são as inspirações dessa marca paranaense criada por uma artista plástica e um figurinista. O ateliê fica em Curitiba e tem um clima todo lúdico, que reforça a essência da marca que preza pelo conforto, sem perder o toque romântico, porém contemporâneo. Ah! Apesar da sapatilha ser o carro chefe, eles também tem botinha e oxford. | Siga: @tutusapatilhas

seis_marcas_sapatos_artesanais_4
Foto: tutusapatilhas.com.br

  1. Insecta Shoes 

Taí outra marca que já apareceu aqui no Vitrine, no post, o Moda Sustentável – 10 ideias empreendedoras. Eles utilizam roupas usadas como matéria prima para fazer o cabedal dos sapatos. Aquela camisa velha que ninguém mais quer, eles transformam em um sapato único e exclusivo. A sola é de borracha reciclada e a palmilha é de material sintético, o que significa que eles não usam nenhum material de origem animal. A marca tem como valores o feito à mão,  o comércio justo, a reutilização de materiais, respeito a natureza e principalmente a escolha de um oferecer um produto vegano e livre de crueldade com os animais. | Siga: @insectashoes

seis_marcas_sapatos_artesanais_3Foto: @insectashoes

  1. Fridissíma 

Adoro quando tem marca nordestina e a Fridíssima é cearense! São sandálias cheias de detalhes, texturas e cores, com uma cara bem praiana. A Lígia, dona da marca é designer de moda, mas nunca teve qualquer formação específica para fazer calçados, mas correu atrás de aprender. Fez a primeira sandália, depois mais outros e postou no Instagram. Assim surgiu a marca que hoje já faz o maior sucesso com milhares de seguidores. | Siga: @fridissima 

seis_marcas_sapatos_artesanais_6
Foto: @fridissima

  1. Manolita 

Especializada em flats – sandálias, oxfords, tênis, alpargatas – e alguns saltos, a marca conta com muito modelos diferentes, cheios de estampas, cores e uma pegada super moderna. Eu ainda não conhecia, mas uma amiga indicou e fui conferir o Instagram e achei o máximo. Sabe aquele sapato que pode ser o protagonista de uma look super criativo? Lá você encontra. | Siga: @mundomanolita

seis_marcas_sapatos_artesanais_5
Foto: @mundomanolita

  1. Cabana Crafts 

Essa marca poderia também estar na lista das bolsas, se eu tivesse a conhecido naquela época. Mas conheci agora e já amei! Ela foi criada em 2014, pela Manuela Rodrigues, que após passar por grandes marcas no Brasil e na França, decidiu criar a sua própria marca, onde pudesse criar produtos originais, com o devido tempo e cuidado que o processo criativo demanda. A proposta é resgatar a essência no fazer descomplicado e na elegância dos produtos naturais. Os sapatos são feitos em couro natural, a mão e em pequenas séries, e tem modelos de salto e também sem salto.  |Siga: @cabana_crafts

seis_marcas_sapatos_artesanais_2
Foto: cabanacrafts.com

Se a gente parar para pensar, vai perceber que a  moda segue para uma caminho muito bem vindo: o dos produtos feitos de forma artesanal, em pequena escala, pensado para atender um público exigente e preocupado com a sustentabilidade. É claro que as grandes marcas, fabricando sua enxurrada de produtos a cada estação ainda vai existir, afinal o mercado de moda é muito grande e sim, tem público para tudo. Mas cada dia cresce mais o número de pessoas que prefere investir em peças que sejam exclusivas, feitas de forma mais cuidadosa, com uma cadeia produtiva mas justa, em diversos sentidos. Pode até custar um pouco mais caro, mas tem um frase que vi outro dia no instragam de alguma marca que era mais ou menos assim: comprar de produtor local é apoiar o sonho de alguém. ;)

Para saber mais sobre slow fashion, comércio justo e cadeia produtiva saudável:

Slow Fashion: desacelerando a moda

Seis marcas brasileiras de bolsas artesanais

Sem categoria

Sapato masculino para look feminino

Ainda no clima das semanas internacionais de moda, o post de hoje traz uma seleção de looks femininos com uma coisa em comum: sapatos masculinos. Pois é! Diariamente eu acompanho os blogs de street style para procurar imagens interessantes para ilustrar nossos posts e trazer alguma informação para vocês. Nesses últimos tempos tenho reparado o quanto sapatos super masculinos tem aparecido nos looks das mocinhas fashionistas.

sapato-masculino01

Há algum tempo a gente vem adotando itens do armários dos meninos na nossa vestimento. Os mocassins e slipperes já fazem parte do nosso dia a dia, só que sempre rolou uma feminilização das peças, com cores, detalhes, materiais. Mas estes que tenham visto ultimamente não! Parece que a moça foi lá no armário do namorado, pegou o sapato, calçou e saiu. São sempre escuros, com materiais pesados, bem como cara de sapato de homem mesmo. Sem adaptações, sem qualquer fru fru feminino.

sapato-masculino03

sapato-masculino02

E como usar? Tem gente que usa em um look toto masculino, com calça, camisa, blazer, e tudo muito formal. Eu não gosto muito assim porque acho muito caricato, como cara de mocinha que quer parece um homem de negócios. Fica mais suave quanto você contrapõe o sapato com peças bem femininas, como saias e vestidos. Ou, quando combinados com peças mais casuais como leggings, camisetas, moletons…

E para quem quer mais inspiração, a gente preparou um álbum no Facebook com muitas outras fotos. Vai ver! ;)

Sem categoria

Dica de compra: sapatos neutros da Renner

Como há muito tempo não posto dicas e achados nas fast fashions e para quebrar um pouco o clima de revolta com este segmento brasileiro no post de ontem, aqui vai uma boa dica para quem procura sapatos neutros, aqueles tipo pau para toda obra. Scarpins, de salto baixo e médio, e sapatilha nas cores nude e preto, por até 99 dilminhas. Onde? Na nossa queridíssima Renner!

A gente vive falando aqui no blog que não acreditamos em peças essenciais em todo e qualquer armário. Cada pessoa tem um estilo, personalidade, rotina e necessidades diferentes e por isso as suas peças indispensáveis pode não ser as mesmas que as minhas. E mais! Essa essencialidade pode variar de acordo com o período da sua vida. Hoje em dia eu vivo na sapatilha, porque só quero saber de conforto. Mas já houve época – tempos não tão remotos onde eu trabalhava das 8 às 17h fazendo audiências  – em que eu passava o dia no salto e foi bem desse período que eu herdei um amor pelo saltos médios. Porque, né? Ficar o dia todo no salto 15 é só para as muito fortes e nesse quesito eu sou só meio forte.

Mas se alguém me pedir um sugestão de sapato super coringa para se ter no armário, hoje eu diria para você escolher o modelo que melhor te convém – scarpin, sapatilha, peep toe, rasteira e por aí vai – e comprar um nude. Juro que ajuda demais nessa vida! Além de sempre ajudar a alongar a silhueta, ele serve para aqueles momentos em que você não saber qual cor de sapato escolher para combinar com seu look. Na dúvida, escolhe o nude que é da cor da sua pele e portanto, não acrescenta cor a mais. Particularmente eu acho o nude muito mais versátil que o preto. Mas se você é daquelas que curte o pretinho básico, a boa notícia é que todos os modelos que separei tem as duas opções de cor.

saltao-medio=renner

O negócio é o seguinte: eu comprei o meu scarpin Satinato nude na loja do Salvador Shopping por R$49,90. Só tinha ele lá, naquela prateleira dos restos (mostrei ele aqui no meu Instagram). Mas depois eu vi vários na loja do Shopping Iguatemi Salvador, nude e preto, por R$79,90, que é o preço que está na loja virtual (é a vida! fazer o que né?). Fiquei morrendo de vontade de levar um preto, mas me segurei. hehe Ele é de couro nobuck, aquele que é mais aveludado, muito confortável. O salto dele, na verdade, é considerado alto, porque é 9cm. Mas como eu usava sapatos de 10 para cima, esse é até médio para mim.

salto-baixo-renner

sapatilha-renner

Foi lá também que vi o  de salto baixo da Botero, também de couro, por R$99,00. Boa opção para quem precisa de uma leve inclinação. E por fim as sapatilhas de bico fino, só que de couro sintético, por R$69,90. Excelente opções para usar muito – caprichando no CPU! – e combinar com diversos looks no dia a dia.

Sem categoria

Look de trabalho sem salto

Foi-se o tempo em que elegância significava salto alto. Hoje em dia dá para gente estar super bem vestida mesmo com os pés no chão. E isso é muito válido para quem tem um ambiente de trabalho  formal e precisa estar bem apresentada todo dia, mas não quer sacrificar os pés. É bom também para quem é muito alta e não gosta de parecer mais ainda, então opta por sapatos sem salto mesmo na hora de sair à noite.

Por mais confortável que possa ser o sapato, chega um momento do dia que o salto incomoda mesmo. O peso do corpo forçando a parte da frente dos pés o tempo todo faz com que no final do dia tudo que a gente mais queira é se livrar dos sapatos. Daí porque tem vezes que a gente quer ir trabalhar sem salto, para preservar um pouco a saúde dos nossos pés.

Hoje tá fácil encontrar sapatos sem salto com um ar elegante, perfeito para ir trabalhar sem parecer que é dia de casual friday. A gente pode apostar em sapatilhas, mocassins e slippers, sempre em materiais nobres como couro e cetim, por exemplo, e em cores mais clássicas. Para quem quer sair à noite sem salto, as opções acima também são válidas, mas a gente pode acrescentar a sandália rasteira também.

Para ilustrar o post recorri ao blog das consultoras de imagem Paula Martins e Cris Francini. Em muitos looks postados, elas aparecem com sapatilhas, mocassins e slippers – e às vezes até de rasteira – no ambiente de trabalho. E sempre muito elegantes!

Fica a ressalva de que, quem trabalha em ambiente muito formal mesmo – como escritórios de advocacia, consultorias, etc – não pode usar a rasteirinha. Mas o slipper e a sapatilha – desde que em materiais nobres – é um excelente pedida.  E cuidado na escolha do material e modelo: nada de usar aquela sapatilha de tecido, estampada de florzinha ou aquele slipper de gatinho. Oncinha e cobra pode, porque são clássicos.

Fotos: Look do dia
zp8497586rq