Arquivo da tag: resenha

Beleza

Unhas autocolantes Impress: minha experiência.

Vocês já repararam que não sou de fazer resenha de produtos de beleza né? Até porque esse não é mesmo o foco do blog. Mas vez ou outra eu descubro uns produtos tão legais, mas tão legais, que fico super empolgada para compartilhar aqui com vocês. É o caso de hoje, então resolvi que tinha que fazer uma resenha das unhas autocolantes da Impress!

Já tinha ouvido muita gente falando bem desse produto, mas toda vez que ia na Bel Salvador ou em alguma farmácia procurar, só encontrava as cores mais esquisitas: animal print, glitter, verde limão, rosa shock… Já estava achando que não tinha em cores “normais”, até que uma dia achei uma vermelha na Drogasil! Comprei, mas não usei logo não. Deixei guardado para aquele momento de urgência, quando sua unha está horrível, você não tem tempo de ir no salão, mas precisa dar um jeito porque apareceu uma festa.

Unhas-Autocolantes-Impress-01

Aí que chegou a oportunidade e eu experimentei. No dia, eu postei alguns vídeos no Snapchat (me segue lá, é vitrinevirtual) mostrando o processo. Vou por minhas impressões do antes, durante e depois em tópicos para facilitar a leitura de vocês:

  1. Na embalagem diz para a gente tirar todo e qualquer resquício de esmalte da unha, limpar com o lencinho que vem na embalagem, retirar o adesivo e aplicar sobre a unha, bem rente a cutícula. Mas eu sou teimosa e resolvi fazer do meu jeito: passei uma base na unha antes de colar. Isso porque fiquei com medo daquela cola direto da minha unha deixá-la mais fraca do que já é. Foi um erro, não façam isso! O que acontece é que quando a gente colar a unha na base, acho que fica mais fácil de ela descolar, porque basta a base sair que ela sai também. Direto na unha não tem esse problema. Então, sigam as instruções! rs
  2. Das dez que colei, duas soltaram e tive que colocar novas. O bom é que ela vem com muito mais de dez. Na verdade eles colocam algumas opções de tamanho porque tem gente que tem a unha mais fininha, outros mais largas. Então tem essas opções para você ver qual encaixa melhor na sua unha. A diferença é mínima, mas tem. E é bom também porque você fica com umas reservas, caso caia alguma.
  3. As instruções indicam também que após colar, você deve esperar pele menos 30 minutos para cortar do tamanho que você deseja e lixar. Mas, mais uma vez fiz do meu jeito. Estava com pressa e antes disso já saí cortando e lixando… não sei se foi uma boa. Das duas que descolaram como contei acima, uma aconteceu enquanto eu lixava…
  4. Um terceira começou a descolar depois de alguns dias e como eu não queria ter que por uma nova, resolvi usar uma cola de unha postiça para improvisar. Também não foi uma boa porque depois ela foi a mais difícil de descolar e o resíduo da cola ficou na minha unha por uns dias depois, mesmo passando removedor.
  5. Elas duraram uma semana mais ou menos uma semana. No final, a unha já estava crescendo, aparecendo aquele espacinho entre a cutíula e unha. Não dava para notar, mas quando passava a mão no cabelo, os fios entravam, o que já estava me causando certa aflição.
  6. Com exceção da unha que usei a cola indevidamente, as outras foram tranquilas de tirar: basta ir puxando devagar que elas saem, sem precisar de removedor ou acetona.
  7. Comprei o tamanho médio e tive que cortar, porque elas ficaram muito grandes para o meu gosto e eu não conseguia fazer as coisas do meu dia a dia, como digitar, colocar um brinco, tirar a lente de contato…
  8. Elas ficaram muito naturais, praticamente ninguém notou que eram falsas. O maravilhosos foi ter a unha linda, comprida e brilhantes por uma semana inteira, sem se preocupar com esmalte descascando.
  9. Infelizmente, é difícil achar cores mais comuns nessa marca – Impress. Como expliquei no começo, é fácil encontrar cores como laranja, rosa choque e outras esquisitices, mas as cores simples é raro. Essa semana achei nude e um marrom, tipo o Capuccino da Risqué. Sempre que acho cores normais eu compro para garantir. Além dessas duas e do vermelho que já usei, comprei uma preta e também já vi por aí francesinha.
  10. Não sei se é saudável para unha ficar usando de forma seguida, então guardei para outra ocasião de urgência. Também guardei as vermelhas usadas já sem cola, pois uma amiga deu uma sugestão de reutilizá-las, colando com a cola de postiça, já que depois que você tira não tem mais como usar o adesivo autocolante. Mas depois da experiência com a cola na unha que tava soltando, não sei se vou fazer isso de novo. Alguém já fez esse teste?

Unhas-Autocolantes-Impress-02

Concluindo, eu achei uma compra muito, muito boa! Tanto que saí comprando mais para ter aqui em caso de necessidade. Não acho que seja uma solução para o dia a dia, mas para essas situações de urgência é uma ótima pedida! Foi prático, fácil de aplicar e de retirar, nem precisei ir no salão. Inclusive, nem estava com a cutícula feita e mesmo assim ficou bom (lembrando que minha cutícula é realmente muito fina e geralmente eu hidrato sempre). O preço é um pouco mais caro que fazer a mão em um salão de classe média aqui em Salvador (comprei de R$29,90 na Drogasil, mas na Bel Salvador é R$32), mas no meu caso dura muito mais, já que quando pinto, em dois dias começa descasar.  Mas para mim, realmente valeu a pena!

Sem categoria

Favoritos de beleza – Janeiro

O mês está entrando na reta final e acho que já posso selecionar os meus favoritos no quesito beleza. Já contei aqui para vocês que não tenho o hábito de comprar muitos cosméticos e produtos de beleza em geral, apesar de adorar umas comprinhas baratas de farmácia. Mas esse mês recebi alguns jabás, outros recebidos há mais tempo que comecei a usar agora e também ganhei presentes de Natal. Ou seja, novidades na necessaire. Vamos à eles!

Favoritos-de-Beleza-Janeiro

Para começar, Óleo Johnsons’s Baby de Amêndoas (1), porque eu viciei em usar óleos no banho e até meio que abandonei os hidratantes. Acho mais prático passar o óleo, dar uma enxaguada e se secar. Tenho experimentado vários, mas esse mês acabei levando esse da Johnson’s Baby e amei! O cheiro é super suave – afinal, é para bebê, né? – hidrata bem demais! Ainda tenho outros aqui para experimentar quando acabar, mas por enquanto é o preferido entre todos que já tive. Ainda no quesito cheiros, consegui encontrar um perfume que eu gostasse do cheiro e não me fizesse espirrar, já que tenho rinite alérgica. Ganhei de Natal essa água de colônia Vitória Régia da L’occitane (5) e finalmente estou usando perfume todos os dias o/

Passando para o ítens de pele e maquiagem. Jabá mais mára nessa vida é ganhar protetor solar – ainda mais da La Roche, assim pertinho do verão. A L’oreal fez uma coletiva aqui em Salvador no final do ano para apresentar as novidades da marca e levamos esse e outros produtos para casa. De longe o Anthelios Airlicium (3) foi meu favorito porque super cumpre o que promete: pele seca com sensação de limpeza e sem oleosidade por muito tempo. Já o Gel Hidratante Anti Acne da Nivea (8) foi comprado mesmo. Não é um creme daqueles de fórmula receitado por dermatologista, nem um produto indicado para problemas mais graves de pele, mas tem uma textura boa e refrescante e é com ele que finalizo meus cuidados noturnos para o rosto. De maquiagem, dois jabás também muito bons: Pó compacto Bronzer Glam da Eudora (6), que eu guardei para estrear no verão para valorizar o bronzeado que peguei nesse final de ano (cof cof, até parece que peguei essa cor toda! kkk) e Iluminador em bastão da Natura Una (2) que me surpreendeu mega positivamente! Ganhei esses dias na Ação Natura Mais Perto (com um monte de outros produtos que vou testar aos poucos), usei para sair dias desses no sábado e pá! Apaixonei pelo brilho!

Por fim, produtos para os cabelos! Meu amor total pelo shampoo/condicionador de farmácia que deu os melhores resultados no meu cabelo: Pantene Expert Keratin Repair (7). Não é dos mais baratos, mas deixa meu cabelo muito macio, mais que qualquer outro nacional. Sendo assim, melhor custo x benefício para mim. Reveso com outras linhas da Pantene, porque acho a marca muito boa, mas a linha Expert é mesmo a minha preferida. E o outro produto – que foi um presente da marca – é o Óleo de tratamento da Tressemé para cabelos crespos (4). Então, mesmo antes de alisar meu cabelo não era beeem crespo, era cacheado, mas ele deu um resultado muito bom. O cheiro é gostoso e os fios ficam muito macios.

E agora acabou! Esses foram os produtos – ganhados ou comprados – experimentados e aprovados desse mês. Lembrando que a ideia do post é dividir com vocês experiências positivas e que produtos de tratamentos como protetor solar e hidratantes para rosto é sempre bom consultar com o dermatologista antes de comprar. Não é porque funcionou para mim, para minha pele, meu organismo, que necessariamente funcionará com todo mundo, ok?  Aguardemos o que o mês de fevereiro trará! ;)

Sem categoria

Como ser uma parisiense em qualquer lugar do mundo – Bilioteca Vitrine

Vocês não tem ideia da quantidade de livros que estão na fila da leitura aqui em casa. Tenho uma mania terrível de sair comprando livro antes de terminar de ler o último adquirido. Resultado: pilhas acumuladas. Neste final de ano ganhei o Como ser uma parisiense em qualquer lugar do mundo em um amigo secreto das amigas da faculdade e acabei passando ele na frente da fila. Terminei semana passada e aí achei que valia a pena vir compartilhar com vocês minhas impressões.

BibliVitrine-Como-ser-uma-parisiense01

Tem alguns livros que o pessoal da livraria coloca na sessão de moda que eu não sei não… Aliás, a própria editora classificou o livro como moda, mas eu sinceramente vi pouco sobre o assunto no livro (de cinco capítulos, um é sobre moda/beleza). Não estou dizendo que seja um livro ruim, mas a proposta dele, no meu entender, é muito mais falar de hábitos e costumes de um “típica mulher parisiense” que de moda. Quer dizer, nem sei se tudo que se fala no livro é de verdade praticado pelas mulheres em Paris. Nunca fui à cidade e não conheço nenhuma parisiense, mas sei lá… algumas coisas me pareceram clichê. É um livro muito mais de entretenimento que informativo. Consegui selecionar algumas partes sobre moda e beleza, um texto e umas frases interessantes para guardar para vida. Como disse, só um capítulo trata do assunto, nos outros quatro você encontra: receitas – achei boas, mas não testei; dicas de comportamento – algumas bem válidas, outras bem bobas; textos com o modo ver das francesas sobre determinados temas – interessantes!; e por fim, fotos e ilustrações lindas.

BibliVitrine-Como-ser-uma-parisiense02

Se vale a pena comprar? Depende! Se você procura um livro de moda, não! Se você tem curiosidade para saber mais sobre o ponto de vista das francesas sobre alguns temas femininos, sim. Ah! No final tem uma lista de endereços com indicações de lugares para se conhecer em Paris. Para quem está de viagem marcada e quer conhecer a cidade de quem mora lá e não a cidade de turistas, pode ser uma boa! ;)