Estilo

Qual o meu tipo de corpo?

Quando a gente resolve cuidar da nossa imagem e investir em roupas que nos valorizem, a primeira providência que precisamos tomar é conhecer bem o nosso corpo. Se a gente quer comprar e usar roupas que nos deixem mais bonitas, escondendo o que não é tão legal e ressaltando nossos pontos fortes, a gente precisa saber onde estão estes pontos, quais as nossas proporções. Saber qual o seu tipo de corpo pode ajudar bastante nesse processo.

As meninas do Oficina de Estilo – que eu adoro! – usam a teoria do peso visual. Independente dos cinco tipos de corpo feminino, que a gente vai ver logo abaixo, elas entendem que é mais importante saber onde o sua silhueta chama mais atenção. Não importa quanto mede em centímetros, mas onde o olho bate primeiro quando a gente te vê. E isso dá pra descobrir também medindo o corpo com um fita comum, não precisa ser métrica. Onde a fita é maior é o seu peso visual, e aí você trabalha as suas escolhas no intuito de equilibrar onde tem mais peso visual com onde tem menos.

Mas acredito que para quem vai fazer esse exercício de observação e escolha de roupa sozinha, sem auxilio de profissional, pode ser bom conhecer as classificações dos tipos físicos.

Silhueta

Na teoria existem cinco tipos físicos e provavelmente a gente se encaixa na descrição de alguns deles. Se você não tem as características exatas de um deles, não tem problema. Especialmente aqui no Brasil onde há muita mistura e diversidade, é impossível que todas as mulheres estejam enquadradas em só cinco tipos. Daí você pode usar também a técnica do peso visual, que a gente falou lá em cima. Perceba também que para cada tipo desses acima, existe uma maneira de disfarçar os desequilíbrio visual da silhueta.

1. Ampulheta – Os  ombros e quadris com a mesma largura e a cintura fina.

Esse é o corpo que quase todo mundo deseja ter, pois as formas proporcionais fazem com que a qualquer tipo de roupa lhe caia bem. A dica é valorizar marcando a cintura e ressaltando as formas, sem exageros.

2. Triângulo ou pêra – ombros estreitos, quadris largos e cintura fina

Acho que a maioria das brasileiras tem essas características. Aqui a solução é dar destaque a parte de cima, que é mais fina, evitando detalhes, babados e cores claras na parte de baixo, de modo a não chamar atenção para a parte mais larga do corpo. Assim, as proporções ficam balanceadas.

 3. Triângulo invertido – ombros largos e quadril estreito.

Aqui o segredo é balancear a desproporção entre ombro e quadril com um pouco de volume na parte de baixo. Assim fica tudo visualmente mais harmonioso. As blusas devem ser em cores escuras e sem muitos detalhes pois o destaque deve ficar embaixo, onde a pessoa é mais “fina”. São estas que podem abusar das cores claras e babados nas saias, calças e shorts.

 4. Retângulo – silhueta reta, sem curvas. Ombros, quadris e cintura tem a mesma largura.

Para melhorar um pouco a falta de curva, tentar marca a cintura, chamando atenção para o centro do corpo.

 5. Oval – região do abdômen arredondado, seis grandes, pernas grossas.

Evitar roupas muito justas, procurando dar destaque para o colo e ombros. Todo tipo de roupas que dê a sensação de alongar a silhueta, direcionando um olhar vertical, como decotes em V e linhas verticais, é válida.

 A “equação” é muito simples: onde você tem volume, você disfarça. Onde não tem, você ressalta. Assim tudo fica mais equilibrado visualmente.  É fácil, basta usar o bom senso e o espelho. Sempre lembrando que na moda não existe regra absoluta, até porque como disse acima, pode ter gente que não se enquadre perfeitamente em nenhuma dessas descrições e tenha algumas características a mais ou a menos. Algumas pessoas tem quadril largo e amam isso, não tem a menos vontade de disfarçar e sim ressaltar (alô Kardashian!). Não tem problema, a gente que escolhe o que quer mostrar ou esconder mais. A gente sugere determinadas peças e combinações que no geral ficam bem no seu tipo de corpo, mas se você não quer disfarçar e sim realçar determinada característica, se sente bonita e confortável, mesmo todo mundo falado para usar de outro jeito, use e seja feliz!

Agora que você já sabe qual o seu tipo de corpo, que tal identificar o se estilo? Estilos universais: com quais você se identifica?

Este post foi reeditado e atualizado, tendo seu texto original sido publicado em 14/02/12.

Comments

comments

5 comentários sobre “Qual o meu tipo de corpo?

  1. Olá Isa,
    Amei o post! Eu sempre tenho muita dificuldade em descobrir em qual deles eu me encaixo. =(

    No Natal da That Girl você não precisa ter se comportado o ano todo para ganhar presentes. Por isso, estamos dando 20% de desconto até o final do mês de Dezembro. É só digitar o código: QPVTDYYTEN.

    A gente tem um mundo de opções super interessantes que vão te deixar ainda mais bonita e facilitar sua vida. Diga adeus ao farol acesso, a alça de sutiã aparecendo, a barra mal feita, as roupas que mostram mais do que devem, e as manchas surpresas que acabam com o bom humor.

    Um grande beijo,
    Bettie – Pin up That Girl
    http://www.thatgirl.com.br

Deixe uma resposta para Juliana Borges Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>